#mindfulnesstododia D40


Continuando o post de ontem do #mindfulnesstododia, em que falei sobre a importância de nos reconectarmos com o nosso corpo, honrando e respeitando os sinais que recebemos dele e os seus limites, quero te explicar como funciona a prática chamada “body scan”, ou escaneamento corporal. Essa é a primeira prática da maioria dos cursos de Mindfulness e tem como objetivo treinar a nossa atenção pra investigar as sensações diretas no corpo.

Através da exploração curiosa dos padrões de sensações no corpo, percebemos, inicialmente, coisas simples, como a temperatura, o toque, a umidade, a maciez, o contato com o ar, com as roupas. Nos tornamos conscientes de cada parte do corpo, começando com os dedos dos pés, passando pelas pernas, tronco, braços e cabeça. Identificamos qualquer sensação que esteja presente, naquele momento, sem tentar mudar nada ou criar nenhum estado especial. Notando e registrando qualquer sensação que se apresente (ou a ausência de sensações).

Essa etapa do programa de meditação é fundamental pra garantir uma fundação sólida para o “prédio” que estamos construindo. Quando nos familiarizamos com as sensações e sinais do corpo, damos o primeiro passo na direção de nos libertarmos da depressão, da ansiedade, do estresse crônico. Porque é no corpo que os sintomas se manifestam. Quando estamos atentos a eles, podemos escolher, conscientemente, acolher o que quer que esteja acontecendo, sem aversão ou medo. Abrimos espaço para novos padrões de comportamentos, que são mais gentis e apropriados. Preparamos o terreno para a cura acontecer. Passamos a compreender a importância de nutrir o corpo e oferecer pra ele aquilo que é necessário, naquele momento. Mesmo que o corpo esteja pedindo só descanso, cuidado e carinho.

Então eu te pergunto: o que o SEU CORPO está pedindo pra você hoje?

#atençãoplena #autoajuda #autoestima #estresse #mbct #mbsr #meditação #mindfulness

4 visualizações

© 2017 por Thais Requito.