O burro e a mente


Hoje quero compartilhar com vocês essa historinha, que é muito usada nos cursos de Mindfulness, porque demonstra de forma lúdica o que fazemos o tempo todo com os pensamentos, relacionamentos e com a vida, de forma geral.

Certa vez, um viajante em uma pequena ilha grega observou um menino tentando persuadir o burro da família a se mexer. O animal parecia não querer cooperar e o menino foi ficando cada vez mais agitado; começou a elevar a voz, postando-se à frente do burro e puxando com força a corda.

O burro firmou ainda mais os cascos no solo. Aquele cabo de guerra poderia ter se estendido por um longo tempo se não fosse o avô do menino, que saiu da casa e viu a cena familiar – a batalha desigual entre o animal de carga e o ser humano. Delicadamente, tirou a corda das mãos do neto e disse: “Quando ele estiver teimoso assim, tente isto: segure a corda frouxa na mão, fique ao lado do burro e olhe para a direção que quer tomar. Depois espere".

O menino seguiu a recomendação do avô e, após alguns momentos, o burro pôs-se a andar. O menino riu de alegria, e o viajante observou animal e menino seguirem felizes, lado a lado, até dobrarem a curva distante.

Moral da história: tentar controlar e forçar as circunstâncias na direção que queremos, muitas vezes só desperdiça tempo, energia e nos impede de ver a beleza contida na simplicidade de cada momento.

#meditação #atençãoplena #mindfulness

0 visualização

© 2017 por Thais Requito.