• Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • LinkedIn - White Circle
  • YouTube - White Circle

© 2017 por Thais Requito. 

#mindfulnesstododia D81

September 19, 2017

Umas semanas atrás completei 2 anos morando em Londres. Essa foto é da minha primeira semana aqui. Fui recebida, com amor, por tantas pessoas que não conseguiria listar nesse post. Uma delas, a Rosana, que você vê na foto. Escolhi essa imagem pra ilustrar o #mindfulnesstododia de hoje, porque ela representa a relação deliciosa que duas pessoas bastante “diferentes” são capazes de construir. Isso é amizade. Isso é amor. Amor, que não se molda com base em idade, experiência, religião, cultura, nacionalidade, educação, cor da pele, gênero, opção sexual. O amor nasce do que há de mais puro e belo em nós. Quem ama, quer bem, cuida, nutre, estende a mão. O amor cria pontes, conecta, mistura, agrega. Por outro lado, a falta de amor gera dor, julgamento, críticas. Cria barreiras, inimizade, exclusão. Hoje, diante de toda essa discussão que sacudiu o Brasil, eu te pergunto: em qual lado você está? O do amor ou o do preconceito? Eu poderia ter escolhido a foto de um dos muitos amigos que amam pessoas do mesmo “sexo”, mas escolhi essa pra simplificar a discussão: se você procurar, vai encontrar muitas “diferenças” entre você e as pessoas que te cercam. Isso pode até te dar a impressão de ser melhor do que elas, porque você é mais jovem, hetero, branco, magro, católico, rico, bem-sucedido, you name it. Mas, deixa eu te dizer uma coisa: você e todas as outras pessoas são feitas da mesmíssima coisa. Por trás da capa que cada um de nós carrega, somos absolutamente iguais. Somos seres humanos, compartilhamos o mesmo planeta, temos o mesmo sangue correndo nas veias. Além disso, esse nosso corpo é só um detalhe. Uma carcaça. Vamos todos envelhecer e morrer um dia. Todos, sem exceção. Não importa quantos rótulos bonitões você carregar nas costas a vida toda. Por isso, hoje, te convido a escolher o amor e o respeito à diversidade. Te convido a cultivar o amor. Aquele que cura, que regenera, que faz florescer. Só assim, talvez, um dia, possamos viver num mundo em que a igualdade de direitos imperará e estará acima de todas as outras coisas. Viva o amor. Viva. Ame.

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

#mindfulnesstododia D66

September 4, 2017

1/7
Please reload

Posts Recentes