• Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • LinkedIn - White Circle
  • YouTube - White Circle

© 2017 por Thais Requito. 

The walking dead: devolva a vida ao zumbi que há em você.

September 28, 2016

Confesso que nunca consegui assistir essa série. Acho que a ideia de distrair meu cérebro com a história de um grupo de pessoas ‘reais’ fugindo de zumbis assassinos, comedores de cérebro, era assustadora demais pra alguém que chora até em trailer de filme infantil. Mas hoje uma campanha sobre ela, no centro da cidade, chamou minha atenção. 

 

Era um outdoor, posicionado numa rua movimentada, em que pessoas passavam apressadas, desviando umas das outras, como se fossem obstáculos, concentradas apenas em chegar ao destino final. A maioria caminhava rapidamente, imersa em seus pensamentos, com olhar distante, meio sem vida. Algumas completamente distraídas por seus celulares, outras almoçando - um sanduíche - enquanto passavam por ali. O que parecia comum à maioria era a discreta falta daquilo que aprendi a chamar de ‘presença’ – ou a atitude de quem tem consciência de que a vida acontece exatamente nesse momento. 

 

 

Sim, é um conceito óbvio. Mas quantas pessoas passam dias, anos, décadas (...) sem a percepção real de que o único instante que temos pra viver é o agora? O passado, já foi. O futuro, ninguém garante que vai chegar. 

Te pergunto: quantas vezes você já terminou um saco de pipoca e nem percebeu que tinha comido a primeira? Quantas vezes chegou a um lugar sem se lembrar de absolutamente nada que viu ao longo do trajeto? Já tomou um comprimido pra sumir com a enxaqueca, a dor de estômago, a gripe, sem parar um minuto pra perguntar pro seu corpo se ele precisava de uma pausa pra se recuperar? Algum dia fingiu que prestava atenção no seu filho, enquanto respondia e-mails de trabalho no celular? Quantas vezes reclamou de alguma ‘lesma’ que atravessou seu caminho, sem realizar que era um outro ser humano – falível e belo – assim como você? 

 

Acho graça quando alguém diz que não quer perder tempo no trânsito, ou lavando roupa ou na fila do banco, ou com qualquer outra atividade que tenha decidido categorizar como irrelevante. Deixa eu te contar uma coisa: cada segundo – goste você dele ou não – faz parte da sua vida. 

 

Você pode até classificar seu tempo como deslocamento, trabalho, lazer, vida pessoal (!), e escolher que só parte dele é relevante o bastante pra merecer sua atenção. Mas é justamente a soma desse punhado de momentos - bons, ruins, neutros - que, no fim, terá sido a sua história. 

 

Então, te convido a refletir: será que faz sentido fazer tantas coisas ao mesmo tempo e não estar presente - verdadeiramente - em nenhuma? Viver várias horas do dia anestesiado, passando por acontecimentos e pessoas num estado quase tão adormecido quanto o zumbi da TV. Isso te parece razoável? 

 

Cada momento é precioso e uma pequena mudança de atitude pode transformar tudo ao seu redor. 

 

Quer testar? Pare por um instante, agora mesmo, e se conecte com a sua respiração. Sinta seus pés no chão, seu coração batendo. Aprecie o presente que é estar vivo. Respeite e honre o seu corpo, ele é sábio e tem recados importantes pra te dar. Cheque como estão suas emoções, se ofereça um minuto de calma e silêncio. Se desafie a dar menos atenção aos pensamentos e mais valor à realidade. Gaste um tempinho preparando sua própria comida, saboreie cada refeição como se fosse a única. Esteja atento às oportunidades que se apresentam, abra espaço pra sua intuição se manifestar. Tente se ocupar menos, tenha tempo livre

 

para parar de fazer e apenas “ser”. Perceba as pessoas que passam por você, olhe no olho, sorria pra elas. Talvez alguma precise da sua ajuda - e quem sabe outra pode te ajudar. Comece a reeducar sua mente pra que ela passe a perceber a fila do supermercado e a hora de levar o lixo pra fora como pequenas – e valiosas – pausas pra se recompor e se realinhar.

 

Se pergunte, todos os dias, se você passa a maior parte do tempo fazendo coisas que desgastam ou te preenchem. Se for preciso, mude! De casa, de trabalho, de amigos, de hábitos. Ainda que seja aos poucos, reduza o consumo de comida que vem em latas, se despeça do sedentarismo, da falta de tempo, do barulho, da pressa. Você é seu melhor amigo, sua melhor companhia, portanto, não se abandone.

 

Escolha a cada segundo estar presente, consciente, disponível. Desative o modo zumbi e desperte pra vida, todos os dias, a cada momento, agora mesmo. Te garanto, com um novo olhar, tudo será diferente.

 

Bom dia! =)

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

#mindfulnesstododia D66

September 4, 2017

1/7
Please reload

Posts Recentes