#mindfulnesstododia D45


O que vc vê nessa foto: eu, 3 anos atrás, confiante, bem sucedida, dando uma palestra num evento do mercado publicitário. O que vc não vê nessa foto: que eu tinha perdido 10kg, não dormia bem há semanas, trabalhava umas 14h por dia, sofria de ansiedade e estava prestes a ter a primeira crise de pânico - que desencadeou a síndrome do pânico que já falei tantas vezes aqui. Embora os meus amigos e a minha família me dissessem na época que eu ia acabar tento um piripaque, eu me achava imbatível, inabalável e quase imortal. Seguia firme e forte, cumprindo com as minhas resposabilidades e obrigações. Mascarava os sintomas e enganava bem o bastante, pra pegar todo mundo desprevenido quando o (anunciado) piripaque chegou. Hj relembrei essa fase da minha vida quando li uma reportagem (que compartilhei no Facebook) sobre a ex executiva de O Boticário que largou a carreira brilhante pra virar estagiária de uma floricultura, depois de passar por uma crise parecida com a que eu tive. Me deu vontade de abrir o coração, falar sobre o assunto e fazer dele o tema do #mindfulnesstododia dessa semana. Acredite, o corpo é sábio e quando chega ao limite, dá sinais claros e nos oferece a oportunidade de parar, refletir, mudar de direção. Se você, assim como eu, passou (ou está passando) por uma crise de estresse, não ignore a mensagem que o seu corpo está tentando te mandar. Os remédios são importantes e até fundamentais, em alguns casos, pra servir como muletas que te ajudam a levantar e reaprender a andar. Mas a recuperação real só é possível quando as suas pernas e pés estiverem fortes e seguros de que o caminho que você escolheu te leva pra onde o seu coração quer estar. Pause, converse com você mesmo, se escute, com gentileza e amor. A resposta que você procura já está aí dentro, você só precisa de silêncio e coragem pra descobrir.

#atençãoplena #autoajuda #autoestima #meditação #mindfulness #trabalho #mindfulnessnotrabalho #estresse #carreira

0 visualização

© 2017 por Thais Requito.